Talvez alguns saibam, acredito que a maioria não, eu era sócio de uma empresa chamada Exati Sistemas até o final do ano passado, juntamente com o Alexandre e a Patrícia. Na realidade, a sociedade foi inicialmente constituída pelo Alexandre, o Elvis e por mim. Patrícia é atualmente viúva do falecido Elvis (acho que isso já explica parte da história). Entramos nessa sociedade meio de cabeça, compramos uma empresa que já existia a cerca de dois anos na época. Foi um negócio feito de maneira que não recomendo a ninguém hoje, meio “as pressas”. Trabalhavamos com desenvolvimento de software para automação comercial e iniciamos um processo focando a empresa para a área de desenvolvimento web. Nessa época, em meados de 2007, conheci Python. Foi pouco mais de meio ano programando com python e o framework Turbogears, para então cair nas graças do Ruby e Rails. Já conhecia o Rails anteriormente, principalmente pelo seu famoso screencast Criando um blog em 15 minutos, e hoje deve estar quase fazendo 2 anos que trabalho diretamente ligado a ele.

No final do ano passado, mais precisamente em Dezembro, partiu de mim a intenção de fecharmos a empresa. O comércio da região ainda é bastante promissor na área de desenvolvimento, mas acreditava que a nossa motivação para continuar com a Exati não era mais suficiente. Conflitos surgiam com uma certa frequência, não tínhamos mais a mesma paciência para o tipo de trabalho que estávamos desenvolvendo, além da falta de nosso amigo, dentre outras coisas. Além de tudo, financeiramente previa-se uma grande crise para o início deste ano, e não nos sentíamos totalmente estabelecidos para passar por ela. Em resumo, terminava nossa idéia de futuro para a Exati.

No geral, acredito que essa foi uma das melhores decisões já tomadas quanto a empresa. Hoje, olhando para trás, vejo que não teríamos conseguido enfrentar todas as barras que estavam por vir este ano: várias questões de homologação relacionadas ao fisco, tais como PAF-ECF, TEF, e é claro a tão falada Nota Fiscal Eletrônica. Com tudo isto sendo levado em conta, concordo plenamente com o que Vinícius disse: é extremamente necessário montar uma reserva financeira para a empresa e saber como trabalhar com um fluxo de caixa. Ponto.

Gerenciar uma empresa durante 2 anos e meio foi com certeza a maior experiência de vida que tive, recém saído da faculdade, com idéias e muita motivação, sem visão alguma do que apareceria pelo caminho. Mesmo assim, reafirmo: foi o período que mais aprendi, com certeza muito mais do que na própria graduação. Bater cara a cara com o cliente, deparar-se com código fonte legado, lógicas extremamente diferentes, pressão para resolver problemas na hora, decisões a serem tomadas, o sobe e desce das vendas, as horas que precisávamos rebolar para não deixar a peteca cair com nosso fluxo de caixa apertado.

Onde quero chegar com isso tudo?

Bom, hoje, 11 de setembro de 2009, estamos comemorando a queda das torres gêmeas a 8 anos atrás. (brincadeirinha =D)

Hoje comemoro 24 anos de idade, com algumas ideias novas e decisões que gostaria de compartilhar. (ah antes que alguém faça alguma brincadeira, não tem nada a ver com a idade ok).

Estou deixando a programação em Delphi de lado. Digo, totalmente de lado. Será um processo gradativo, pois atualmente estou auxiliando a empresa que está atendendo os antigos clientes da Exati devido a uma baixa que tiveram a algum tempo, mas aos poucos estarei atribuindo as funções que exerço para outra pessoa. Utilizar Delphi me fez aprender muito, incrivelmente foi com ele que iniciei meus passos na Orientação a Objeto. Contudo, definitivamente não me vejo daqui a alguns anos desenvolvendo um aplicativo comercial ou um software desktop voltado para a plataforma Windows. Alguém pode dizer que Delphi não é só isso, eu sei, mas é para isso que o tenho usado até então, e é exatamente isso que não desejo mais.

Meu foco agora vai ser voltado para o Ruby e o Rails. Quero estudar mais, desenvolver mais, aprender e compartilhar mais. Tenho várias linhas de código desenvolvidas em projetos e testes diferentes que gostaria de compartilhar, contudo o tempo não me tem permitido. Tenho baixado ebooks, screencasts, muito código-fonte para ler e assimilar. Mas não consigo. Ou melhor, não conseguia até então.

Quero voltar a brincar com Python, gosto da linguagem. Dizem que para um programador é ótimo aprender uma linguagem nova a cada 1 ou 2 anos, vou aceitar essa proposta. Aceito idéias para a próxima linguagem =).

O blog vai receber mais posts, não somente sobre Ruby e Rails mas também sobre experiências relacionadas à vivência na empresa.

Vou cortar um pouco o acesso ao Twitter. Diminiur o número de feeds do Google Reader. Vou ler e-mails 2 a 3 vezes ao dia. E somente isso. É suficiente. Manter o gmail aberto o dia todo não adianta, por várias vezes recebi e-mails importantes, mas que não tinha como dar atenção no momento. Para que saber de tais e-mails então? Para ter uma preocupação a mais em mente. Distração.

Também tenho a intenção de aplicar o GTD. Comprei o livro do David Allen a algum tempo e achei bastante interessante suas idéias simplificadas para uma melhor organização e produtividade. Se funciona? Quero descobrir. Se alguém aplica ou conhece agradeço se comentar a respeito. Aliás, falando em livros, tenho alguns para ler ainda, leituras técnicas e de lazer, que estão pegando pó ali na estante. Uma boa hora para começar uma limpeza, um a um.

E qual o motivo disso tudo?

Em resumo, os caminhos que tenho seguido não tem me deixado com aquele sentimento de leveza e dever cumprido. Quero buscar de volta toda a minha motivação e tentar alcançar um nível maior de produtividade, focando em determinados objetivos. Acho que tenho muito para aprender e também para compartilhar, e estou procurando dar o primeiro passo.